Arquivo para janeiro \27\UTC 2006

EclipseFP 0.9.1 disponível

Hoje foi publicado o release 0.9.1 do projeto EclipseFP. Estou trabalhando neste projeto desde outubro do ano passado e este é o primeiro release de que participo.

O EclipseFP é uma IDE para a linguagem Haskell baseada na plataforma Eclipse. A intenção é ter algo como um HDT (uma a sigla para Haskell Development Tooling), parecido com o JDT (a IDE de Java do Eclipse), com suporte a coisas como assistente de código, refactoring e debugging.

Neste release a maior parte do meu trabalho foi centrada em construir um parser para Haskell em Java. O parser antigo era escrito em Haskell e acessado pelo código Java através de JNI. Uma desvantagem grande dele é que só havia uma versão para plataformas win32, o que quer dizer que os usuários de outras plataformas como Linux e Mac OSX não tinham acesso a nada que envolvia o parser. Agora eles têm.

Para o próximo release estou pensando em trabalhar no suporte ao compilador e no modelo da linguagem, indispensável para termos coisas como ‘Abrir declaração’ (tecla F3 no Eclipse/JDT).

Novo projeto

Acredito bastante na eficácia de equipes auto-gerenciadas, formadas por programadores qualificados e motivados. Em contraposição à equipe com um gerente razoavelmente motivado e programadores subordinados a ele não tão motivados assim, o que em muitos casos os torna desqualificados.

Para estas equipes auto-gerenciadas atingirem seu potencial máximo, elas precisam do mesmo material que o gerente centralizado precisa: informação. Obviamente, a informação precisa ser democraticamente distribuída. Todo programador (provavemente também todo usuário) é um agente para a melhoria, por isso todos precisam ter acesso fácil à informação.

Por isso, estou iniciando um novo projeto. A idéia é fazer um portal para projetos de desenvolvimento de software, um local onde a comunidade possa se reunir e rapidamente obter informações sobre o bem-estar geral do produto. Em poucas palavras: reunir em um só local a multitude de informação encontradas em um projeto típico. Coisas como contribuições em código ao repositório de controle de versão, alterações na wiki, situação do build e mensagens nas listas de discussão. Deste caldeirão de informação, deste caos aparente, podem surgir idéias maravilhosas. Só é preciso deixar tudo ferver e esperar acontecer.

Este projeto vai ser desenvolvido em código-aberto, em algum site do tipo Source Forge ou BerliOS. Mais notícias em breve.